Equilíbrio financeiro só em quatro anos, diz Fábio Branco em almoço do LIDE RS

almoco-lide-1“Chegamos a uma situação de calamidade e o pacote de medidas emergenciais lançado nos últimos dias não será suficiente para transformar o nosso Estado no Rio Grande que queremos.” Esta é a avaliação do Secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul, Fábio Branco, feita durante o “Almoço Empresarial” do LIDE Rio Grande do Sul, realizado no Hotel Plaza São Rafael nesta terça-feira (6).

“Será necessária uma nova agenda logo no início do ano e, se tudo der certo, conseguiremos o equilíbrio financeiro daqui quatro anos”, completou o secretário.

Ao falar sobre as ações de sua pasta, Fábio Branco apontou alguns setores que são considerados estratégicos e que têm grande potencial de desenvolvimento regional,  como a saúde, a agroindústria, os setores aeroespacial e de defesa, as tecnologias sociais, o setor de energia e de transporte, logística e mobilidade urbana. Segundo ele, estão sendo criados programas estruturantes para estes setores e que, paralelamente, o Estado avança em parcerias privadas no sentido de mapear as cadeias produtiva onde se tem competência e potencial de competitividade para a obtenção de resultados positivos a curto e médio prazo.

O secretário citou o programa de Polos e Parques Tecnológicos, que recebeu, no ano passado, um investimento total de R$ 15 milhões em 12 projetos apoiados, referindo também as APLs – Arranjos Produtivos Locais, cujos recursos investidos de R$ 3,5 milhões, alcançaram oito projetos em 2015. Esta tem sido uma das prioridades da Secretaria.

Fábio Branco falou em primeira mão a respeito do Programa Investe RS, que visa apresentar os diferenciais competitivos e ações que a Secretaria de Desenvolvimento Econômico do RS está lançando para atrair novos investimentos e ressaltou a importância do programa Exporta RS, criado para ampliar a participação de empresas no mercado internacional, principalmente àquelas dedicadas a pequenos e médios empreendimentos.

 

Na opinião do presidente do LIDE RS, Eduardo Fernandez, o empresariado apoia de forma irrestrita todas as medidas emergenciais que estão sendo tomadas pelo governo no sentido de conter a crise que se abateu sobre o Estado e torce pelo seu sucesso. “Vamos incentivar o debate com o setor público para que o Rio Grande volte a ter a grandeza que merece no cenário econômico nacional”, afirmou

 

Sobre o LIDE

O LIDE Rio Grande do Sul é  o capítulo do LIDE – Grupo de Líderes Empresariais no Estado. Suas atividades têm como foco a aproximação e o relacionamento entre as lideranças da Região Sul do País  e do mundo, com a missão de promover e incentivar as relações entre empresários, a geração de novos negócios e a discussão sobre temas políticos e econômicos de interesse nacional.

O LIDE reúne empresários de 11 países e cinco continentes. Foi fundado no Brasil em 2003 e, desde então, vem promovendo a integração entre empresas, organizações e entidades privadas por meio de programas de debates, fóruns e iniciativas de apoio à sustentabilidade, educação e responsabilidade social. São 16 unidades internacionais e 16 nacionais.

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s