Carnaval injetou bilhões na economia, segundo Ministério do Turismo

Comissão Salgueiro

De acordo com a pesquisa divulgada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), as expectativas eram de que as atividades turísticas ligadas ao carnaval movimentassem este ano aproximadamente R$ 5,8 bilhões. De fato, o carnaval injetou bilhões de reais nas economias locais.

Dados de um balanço feito pelo Ministério do Turismo apontaram que somente em Salvador, um dos principais destinos da festa, a ocupação hoteleira chegou a 95% no período, gerando 200 mil empregos temporários. A estimativa da Secretaria de Turismo da Bahia (Setur) é de que 600 mil turistas tenham passado pela capital baiana, um aumento de 9% em relação a 2016. Destes, 10% são estrangeiros. Em todo o estado foram registrados cerca de 2 milhões de visitantes, que movimentaram R$ 1,5 bilhão na economia baiana.

Na maioria dos destinos nordestinos, os índices de ocupação hoteleira registraram uma média de 90% no período. Em Alagoas, 90% dos 31 mil leitos ficaram ocupados no feriadão, mesmo índice registrado em Sergipe. Na Paraíba, 200 mil turistas foram responsáveis pela ocupação de cerca de 95%. O Ceará recebeu cerca de 112 mil turistas com o impacto de aproximadamente R$ 140 milhões de receita direta na economia estadual. Em toda a cadeia produtiva do turismo cearense foram gerados R$ 230 milhões, um aumento de cerca de 10% em relação a 2016. A taxa de ocupação da rede hoteleira ficou na casa dos 84% durante o período.

No Rio Grande do Norte, a média de ocupação no período foi de 89%. Em Recife, que deverá fechar o balanço na próxima semana, a expectativa de ocupação hoteleira foi de 95%, com injeção de R$ 1,2 bilhão na economia pernambucana. Em São Luís, os cinco dias de festa criaram 1.450 empregos informais. Deste total, 950 atuaram nos circuitos oficiais da folia.

Em São Paulo, segundo a São Paulo Turismo (SPTuris), os gastos dos foliões cresceram 55% em comparação com a festa de 2015. O gasto médio subiu de R$ 617 para R$ 957. Também foi registrado um crescimento de 167,5% no número de turistas no Sambódromo e de 203% no carnaval de rua. São Paulo registrou crescimento na participação de turistas na festa de 7,7%, em 2016, para 20,6%, em 2017.

O litoral também foi um destino procurado pelos turistas, Maresias, por exemplo, oferecia opções de lazer para quem desejava aproveitar o agito do Carnaval e também para quem preferiu o sossego no feriado. As praias oferecem uma boa estrutura de serviços, com quiosques e restaurantes, que trouxeram ainda mais conforto as festas carnavalescas de Maresias.

(DINO)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s