Exploração de novos destinos exige prevenção e segurança

7ef16a41-d5d0-4df7-801e-7caaad06f41a

Viajantes de todo o mundo têm escolhido, cada vez mais, destinos que nunca visitaram anteriormente. Um movimento notório de exploração de destinos e continentes tem ocorrido ao longo dos últimos 10 anos, indo desde cenários históricos até exóticos. Especialistas atribuem o fato à abertura global, às inovações emplacadas por startups chefiadas por jovens disruptivos e às facilidades oferecidas pela revolução digital. O viajante consegue hoje pesquisar, obter dicas e sugestões, ver fotos e vídeos sobre o local e arredores, informar-se sobre as possibilidades e, por fim, comprar sua viagem pela internet, usando um simples smartphone conectado à internet.

Dados levantados pela Mastercard revelam que em 2018 os turistas optaram por destinos bastante heterogêneos e com riquezas naturais, culturais e arquitetônicas. O topo da lista ficou com Bangkok que recebeu 20,05 milhões de turistas. Já o segundo lugar ficou com Londres recebendo 19,83, seguido por Paris com 17,44, Dubai com 15,79, Cingapura com 13,91 e Nova Iorque com 13,13 milhões de viajantes.

Muitos viajantes têm receio de encarar viagens internacionais diferentes. Na maioria das vezes, porém, viajar pelo mundo é bastante seguro – principalmente quando existe planejamento e preparação. Existem precauções e práticas de segurança que todo viajante deve empregar para garantir que sua viagem seja bem-sucedida. A Next Seguro Viagem, agência paulistana especializada na comercialização de planos de seguro viagem, fez um levantamento dos principais erros cometidos por viajantes em viagens ao exterior em 2018 e propôs algumas ações protetivas.

De acordo com Ricardo Mendonça, diretor Geral da empresa, “existem medidas essenciais e indispensáveis para uma viagem exitosa”. Ele ressalta que “um check-up antes da viagem e a prevenção por meio das vacinas apropriadas são muitas vezes itens obrigatórios. O viajante precisa saber se está imunizado o suficiente para viajar ao exterior. Inúmeros destinos turísticos pelo planeta exigem vacinas para o ingresso no país. Imunizar-se é garantir uma viagem sem frustrações”.

“Criar um backup eletrônico do seu certificado de vacinas, do roteiro e contatos internacionais, do passaporte, das passagens aéreas, do seguro viagem e dos vistos é uma excelente forma de se proteger. Escaneie ou fotografe estes documentos e envie o arquivo para você mesmo, guardando-o em sua caixa de e-mails para que você possa acessar as informações de seu smartphone caso a documentação seja perdida”, reforça Mendonça.

Dentre as boas práticas divulgadas pela Next Seguro Viagem, destaca-se também a importância de se contratar um adequado e bom plano de seguro viagem antes do embarque ao destino internacional. Uma apólice com a devida cobertura internacional, atenderá as exigências de tratados tal como o Schengen, cobrirá doenças que surjam durante a viagem e também garantirá atendimento médico para doenças preexistentes. Tudo isso, incluindo o custeio de uma hospitalização até a estabilização, além de cuidados com dores, ferimentos e traslados de emergência quando necessário. Resumindo: não vale a pena viajar sem a devida prevenção e proteção.

(Dino – foto de Divulgação)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s