Lançamento de rochas ornamentais para 2019 tem muita sofisticação e design

cc94fdeb-2321-49ab-9406-bfd87d71d95c

A Vitoria Stone Fair | Marmomac Latin America, que aconteceu de 12 a 15 de fevereiro em Vitória, ES, movimentou o mercado global de pedras naturais, ao abrir o calendário mundial de feiras do setor, antecipando os principais lançamentos em rochas ornamentais, novas tecnologias e design. Cerca de 300 empresas do Brasil e mais 8 países apresentaram seus produtos para o mercado.

A feira reuniu lançamentos de materiais recém descobertos, mas que já estão fazendo sucesso no mercado. Um exemplo é o quartzito Zanet White, do grupo capixaba Monte Sião, que vai ser usado no projeto UVV Highline – prédio da instituição de ensino que será construído em Vitória.

A Margramar aproveitou o espaço para fazer o lançamento oficial da sua semiprecious stone: denominado Jade, o material composto por vários tipos de pedras semipreciosas, é perfeito para ser aplicado em bancadas, cozinhas, lavabos, pisos e painéis, e tem valor de mercado de US$ 725 por metro quadrado.

Também fazendo sucesso em países como China, Estados Unidos e Índia, o Marinace Black, da Granduvale, já foi aplicado até em pisos e bancadas de um navio internacional de cruzeiros. Já a aposta do Grupo Guidoni para 2019 é o granito exótico Via Láctea, material exclusivo da empresa, que já tem experiência no mercado internacional exportando granitos para construir uma cidade na China e, recentemente, o novo Aeroporto Internacional de Istambul, na Turquia.

 Vitoria Stone Fair 2019

Força motriz no auxílio das exportações de rochas brasileiras, a feira transmitiu sua capacidade de negócios para alavancar a economia.

Para o presidente do  Sindirochas -sindicato das Indústrias de Rochas Ornamentais Cal e Calcário do Estado do Espírito Santo (Sindirochas), Tales Machado, 2019 começou com números animadores nas exportações de rochas ornamentais. Ele afirma que a Vitoria Stone Fair traz boas expectativas para o resto do ano. “O retorno para fevereiro, seu mês de origem, foi importante por manter a feira como a primeira oferta do mercado mundial. Um novo conceito de apresentação dos estandes, com maior foco na aplicabilidade das rochas trouxe ao ambiente da feira mais beleza e aconchego, alinhado à riqueza de detalhes e cuidados na sua concepção. A expectativa para este ano é grande”.

No mês de janeiro, o Brasil comercializou mais de US$ 70 milhões e a maior participação de chapas e produtos acabados no total exportado puxou positivamente o faturamento mensal do país.

(DINO)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s